Documentos Prouni 2019

Documentos Prouni 2019 – Prouni (Programa Universidade para todos), desenvolvido pelo Governo Federal, para oferecer bolsas de estudo no ensino superior a estudantes de baixa renda. Para ingresso, inscrição e efetuação de matrícula no Programa, são necessárias apresentações de diversos documentos Prouni 2019 em cada etapa do processo.

Documentos PROUNI 2019
Documentos PROUNI 2019

Documentos solicitados pelo Governo Federal para ingresso no Prouni 2019: por quê são exigidos

O processo seletivo para ingresso no Prouni 2019 ocorre semestralmente, em geral, com inscrições liberadas nos meses de janeiro e julho e ocorrem em única etapa, totalmente online, através do site oficial do Programa.

Para ingresso no Prouni 2019, são exigidas, pelo Governo Federal, com o objetivo de identificar o enquadramento dos estudantes inscritos no Programa, a apresentação dos seguintes documentos:

  • CPF;
  • Senha de inscrição do ENEM 2018.

Lista de Documentos Prouni 2019

Os candidatos inscritos e aprovados no processo seletivo do Prouni, necessitam, entregar ao coordenar do Programa (escolhido pela Instituição de Ensino optada e responsável por acompanhar o processo), os documentos abaixo descritos (necessitam ser cópias simples, acompanhadas dos originais), para efetuar sua matrícula:

  • Documento de Identificação do candidato e dos membros da família;
  • Comprovante de Residência;
  • Comprovantes de Renda do candidato e dos familiares

Quando necessário, deverão apresentar, ainda:

  • Comprovante de deficiência, se for o caso;
  • Comprovante de pensão alimentícia;
  • Comprovante de separação, divórcio ou óbito dos pais ou responsáveis;
  • Contrato de aluguel em vigor, se for o caso;
  • Passaporte emitido no Brasil;
  • Registro Nacional de Estrangeiros (RNE), se for o caso;
  • Identidade Militar, expedida pelas Forças Armadas ou forças auxiliares;
  • Carteira Nacional de Habilitação, se for o caso;
  • Comprovante de bolsa de estudos integral do ensino médio cursado em instituição particular, se for o caso;
  • Comprovantes referentes ao ensino médio cursados em escola pública;
  • Declaração de IRPF com recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e respectiva notificação de restituição, se tiver sido feita;
  • 3 (três) últimos contracheques para membros com renda fixa;

Como comprovar que não tenho renda familiar?

Existem muitas dúvidas em torno da comprovação de renda por conta dos participantes no momento da Inscrição no Prouni 2019. Inicialmente, é calculada a renda familiar total, ou seja, a soma da renda individual de todas as pessoas que moram na mesma residência. Posteriormente, basta dividir o valor resultante da conta acima, pelo total de moradores da casa.

O que determina o acesso a categoria de bolsa (parcial ou integral) é a renda familiar bruta familiar. Ou seja, para obter-se bolsa integral, os candidatos devem apresentar renda familiar bruta, por pessoas, de até um salário mínimo e meio. Por outro lado, para obter-se bolsa parcial, a renda familiar, por pessoa, deve ser de até três salários mínimos.

Renda Familiar Prouni 2019
Renda Familiar Prouni 2019

Os documentos Prouni 2019 exigidos para esta comprovação diferenciam tal qual a atividade exercida pelos candidatos e por cada integrante se seu grupo familiar. A lista completa é definida de acordo ao Coordenador escolhido pela Universidade para acompanhamento do Prouni 2019.

As categorias de atividades variam e abrangem as seguintes situações:

  • Empregados Assalariados;
  • Trabalhadores Rurais;
  • Pensionistas ou pessoas que recebem aposentadoria;
  • Trabalhadores autônomos;
  • Profissionais Liberais;
  • Sócios e/ou Dirigentes de Empresas;
  • Rendimentos de aluguel e/ou Arrendamento de bens

Quem pode se inscrever para o Prouni 2019

Estão aptos a realizar a inscrição Prouni 2019 os candidatos e/ou professores da rede pública (para cursos específicos de licenciatura, normal superior e pedagogia), que se adéquem a alguns pré-requisitos, tal como:

  • Ter completado o Ensino Médio na Rede Pública ou Particular com bolsa Integral;
  • Ter participado do ENEM 2018 e ter nota significativamente alta, pois, conforme estabelecido pelo MEC – Ministério da Educação, atualmente, é preciso que o candidato obtenha pelo menos 450 pontos na prova de Conhecimentos e não ter “zerado” na Redação.

Vale aqui, destacar, que quanto maior a nota no ENEM 2018, maiores as chances se obter a classificação e aprovação no benefício, além de baixa renda familiar comprovada.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...